A Razão para a Criação


Nota: Para compreender corretamente a posição do escritor, leia a mensagem do autor " Ao Leitor".

[3.1]

A busca de sentido

Uma questão que tem rindo vir a ser pensado como irrespondíveis é: "Qual é o sentido da vida?" Ninguém que realmente acredita em Deus iria acusá-lo de fazer qualquer coisa sem um plano ou propósito. Certamente Deus tem um motivo para criar o homem. A maioria dos que tentam responder a esta pergunta profunda fazê-lo, afirmando uma generalidade em vez de procurar razões mais profundas. Eles simplesmente responder com a resposta: "Ele fez o homem para trazer glória a si mesmo." Embora isso possa ser verdade, não deixa nada resolvido e faz pouco para satisfazer a lógica. Isso é tudo que existe para ela, ou há mais? Devemos acreditar que o motivo só Deus para toda a criação da terra e todos os seres vivos era simplesmente levar-se a glória? Gostaria de sugerir que tudo que Deus faz traz-lhe glória; Gostaria de sugerir que havia uma razão muito mais específicas para os seus trabalhos. Gostaria de sugerir que a criação como a conhecemos foi uma parte bem calculada de um plano divino.

[3.2]

Há pouco que sabemos sobre as obras de Deus antes da criação e menos que nós entendemos. Podemos recolher qualquer coisa, desde que a palavra de Deus nos diz sobre acontecimentos que ocorrem antes da criação? As escrituras não são totalmente silenciosos, eles revelam vários acontecimentos interessantes que ocorreram antes do início do homem. Através desses eventos temos um vislumbre do propósito de Deus por trás da criação. É como encontrar as letras certas para completar uma palavra de dez letra em um jogo de palavras cruzadas, quando administrado apenas algumas letras para começar.

[3.3]

A Batalha Do Céu

O primeiro evento temos que examinar é a batalha do céu. Sabemos pelas escrituras que antes do homem veio à existência existiam anjos, seres que ministrava perante o Senhor, e realizado o seu lance. A partir de nossas próprias observações e compreensão, concluímos que Deus não faz nada sem um propósito. Tudo o que ele cria, ele cria para realizar uma parte de seu plano divino. Se pudermos aceitar isso como um ponto válido demos um passo gigante em direção a descobrir por que Deus criou o homem.

[3.4]

Nossa própria experiência nos ensina que existem duas forças que se opõem uns aos outros no universo, que são bons, um atributo exclusivo de Deus, e do mal, um atributo pertencente a uma chamamos o Diabo. Homem, equipado com uma vontade livre, é capaz de servir tanto e, portanto, deve estar constantemente a fazer escolhas. As escrituras apresentam o Diabo em muitos aspectos. Ele é descrito como o "pai da mentira", o dragão, a serpente, o deus deste mundo e de Satanás, para citar apenas alguns. Deus usa exemplos para nos ensinar a respeito dele. Quando Pedro tentou persuadir Cristo não para completar sua missão, Cristo chamou Satanás. Por quê? Porque naquele momento, influenciados por Satanás, ele foi, sem saber, a tentativa de interferir com o plano de salvação de Deus.

Mateus 16:21-23
21 Desde então começou Jesus a mostrar aos seus discípulos, como que ele deve ir a Jerusalém e sofrer muitas coisas dos anciãos, dos sumos sacerdotes e escribas, e ser morto, e ressuscitar no terceiro dia.
22 Então Pedro, tomando-o, e começou a repreendê-lo, dizendo: Longe de ti, Senhor: esta não deve ser para ti.
23 Mas ele se virou, e disse a Pedro: Arreda, Satanás: tu és uma ofensa a mim, porque tu não compreendes as coisas que são de Deus, mas aqueles que são dos homens.

[3.5]

Outros não tão bem intencionada, como Peter também se reflete a imagem de Satanás em sua vida. Um deles é o Príncipe de Tiro (Tiro), e do diálogo bíblica centrada no personagem, aprendemos algumas verdades surpreendentes sobre Satanás, o inimigo de Deus. Tome nota que a profecia de Ezequiel está preocupado com o Príncipe de Tiro, mas depois muda de repente, com foco no King. A profecia abaixo é dirigida ao rei de Tiro o pai mal do príncipe, o pai espiritual, que neste texto se tornou uma metáfora espiritual de Satanás.

Ezequiel 28:11-19
11 Além disso, a palavra do Senhor veio a mim, dizendo:
12 Filho do homem, levanta uma lamentação sobre o rei de Tiro, e dize-lhe: Assim diz o Senhor DEUS: Tu sealest até a soma, cheio de sabedoria e perfeito em beleza.
13 Tu Estavas no Éden, jardim de Deus; toda a pedra preciosa era a tua cobertura, a saurdius, o topázio, o diamante, o berilo, o ônix, o jaspe, a safira, a esmeralda, o carbúnculo e, e ouro: a obra dos teus tambores e dos teus pífaros estava preparada em ti no dia em que foste criado.
14 Tu és o querubim ungido para proteger, e te estabeleci para: foste sobre o monte santo de Deus, tu andaste cima e para baixo no meio das pedras afogueadas.
15 Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti.
16 Pela multidão das tuas mercadorias encheram o teu interior de violência, e pecaste; por isso te lancei, profanado, fora do monte de Deus, e te farei perecer, ó querubim cobridor, do meio de as pedras de fogo.
17 Teu coração foi levantada por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; te lancei ao chão, vou colocar-te diante de reis, para que vejam a ti.
18 Tu profanaste os teus santuários pela multidão das tuas iniqüidades, pela injustiça do teu comércio, por isso vou trazer um incêndio a partir do meio de ti, que te consumiu, e eu vou trazer-te a cinzas sobre a terra no olhos de todos os que te vêem.
19 Todos os que te conhecem entre os povos estão espantados de ti: serás um terror, e nunca serás mais.

[3.6]

Uma Imagem de Satanás

No texto acima, encontramos Deus usando o Rei de Tiro como um alias para Satanás. Aqui Deus revela alguns fatos sobre Satanás que poucos realmente entendem. Vamos contar um texto few.This nos diz que Satanás (chamado de o Rei de Tiro) foi no Jardim do Éden. Sabemos que o Príncipe de Tiro nunca foi no Jardim do Éden, portanto, Deus não pode estar falando dele ou de seu pai terreno. Além disso, você pode notar que quando Deus fala ao príncipe de Tiro, ele se dirige a ele nesse sentido, mas quando Ele se dirige a Satanás, ele o chama o Rei da Tryus, o pai do príncipe do mal, a influência por trás dele. A partir disso, fica claro que Deus escolheu para usar esta figura como uma oportunidade para revelar o carácter ea história de Satanás da mesma maneira que Jesus fez com os fariseus como pode ser visto abaixo.

João 8:44
44 Vós tendes por pai ao diabo, e os desejos de vosso pai vai fazer. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do seu próprio, porque é mentiroso, e pai dele.

[3.7]

É óbvio que Jesus não estava falando dos pais de carne do fariseu, mas sim o pai de seu espírito. Da mesma forma que Deus não está dizendo que Satanás era o pai do Príncipe de Tiro na carne, mas no espírito, o príncipe de Tiro era mau e suas obras eram más e refletiu as obras de seu pai espiritual, Satanás. Quando lemos o rei de Tiro, estamos falando de Satanás, cujo nome era Lucifer antes que ele se rebelou contra Deus, seu criador.

[3.8]

Que outras coisas que podemos extrair do texto de Ezequiel ao lado o fato de que Satanás (Rei de Tiro), foi no Éden? Também descobrimos que ele era a soma de perfeição, ele estava cheio de sabedoria e beleza e que ele estava adornada com uma variedade de pedras preciosas que simbolizava riqueza. O mais surpreendente são as coisas reveladas nos versos quatorze e quinze. Satanás uma vez esteve no monte santo de Deus e andou no meio das pedras afogueadas. Ele era o ungido (escolhido de Deus) querubim (anjo) que cobre com autoridade sobre todos os outros querubins (uma classe de seres angelicais) e Deus o colocou nessa posição. Satanás era perfeito em todos os seus caminhos até que o pecado foi descoberto nele.

[3.9]

Como o pecado entrou? O que aconteceu? De acordo com o relato bíblico, sua riqueza e beleza se tornaram objetos de orgulho causando-lhe a sua vez de amar e honrar o seu criador para amar e honrar a si mesmo. Pecado e da violência tiveram acesso ao coração de Satanás entrando pela porta de orgulho, uma porta que o próprio Satanás tinha aberto. Seu livre arbítrio foi exercido e uma escolha feita, mas não o caminho certo.

[3,10]

Pense sobre isso. Satanás era perfeito em todos os seus caminhos até que a iniqüidade (pecado) foi encontrado nele. Satanás pode ter servido a Deus perfeitamente por eras antes de sucumbir ao orgulho. Como muito Deus deve tê-lo amado para ter o exaltou acima de todos os seres criados, para que moldou tão lindamente e dado a ele tal sabedoria e riqueza. A profundidade a que pode ser ferido por outro é diretamente proporcional à profundidade do amor que temos estendida a eles. O coração de Deus deve ter sido na dor inimaginável quando o amor de Satanás voltou à rebelião.

[3,11]

Não só Satanás se afastam de seu criador amoroso, mas ele também corrompido os outros, muitos outros, tantos, que as nações do céu foram enfraquecidos. Por esta razão, ele foi expulso da sua habitação celestial e lançado para a terra.

Isaías 14:12-17
12 Como caíste do céu, ó Lúcifer, filho da alva! Como foste cortado por terra, tu que debilitavas as nações!
13 E tu dizias no teu coração: eu subirei ao céu, vou exaltar o meu trono acima das estrelas de Deus: Eu vou sentar também sobre o monte da congregação, nos lados do norte:
14 Subirei acima das alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo.
15 Mas tu serás levado ao inferno, para os lados do poço.
16 Os que te virem estreita olhar para ti, e considerar-te, dizendo: É este o homem que fazia estremecer a terra, que fazia tremer os reinos;
17 Que punha o mundo como um deserto, e assolava as suas cidades, que não abria a casa de seus cativos?

[3.12]

O Objetivo Satânico

A ira de Deus não provocou o arrependimento em Satanás, mas sim a violência, raiva e vingança. Ele vagueia sobre a terra sabendo que ele tem, mas pouco tempo antes ele deve enfrentar o julgamento impressionante de Deus. Com apenas um curto período de tempo à esquerda, ele busca a devorar todos os que são filhos de Deus. Seu desejo é consumi-los da mesma forma que Balaão encorajados Balac para corromper os filhos de Israel, por tentá-los com a ganância, a luxúria e orgulho.

1 Pedro 5:8
8 Sede sóbrios, vigiai, porque o seu adversário, o Diabo, como leão que ruge, anda em derredor, buscando a quem possa tragar;

Números 31:16-17
16 Eis que estes causaram os filhos de Israel, por conselho de Balaão, para transgredir contra o SENHOR no caso de Peor, e houve a praga entre a congregação do Senhor.
17 Agora, pois, matai todo o homem entre as crianças, e matai toda mulher que conheceu algum homem, deitando-se com ele.

Apocalipse 2:14
14 Mas eu tenho algumas coisas contra ti, porque tens lá os que seguem a doutrina de Balaão, que ensinou Balaque a lançar tropeços diante dos filhos de Israel, para comerem coisas sacrificadas aos ídolos, e se prostituírem.

[3,13]

Satanás tem apenas um único objetivo agora. Cheios de ira, ele desceu à Terra para destruir a igreja de Cristo. De sua boca, ele vomita um dilúvio de imundície, pornografia, drogas, imoralidade, violência geed e ódio; uma armadilha para capturar e destruir a nação santa de Deus. Por quê? Por que é Satanás tão determinado a destruir os santos de Deus? Por que nós? O que fizemos? Que parte do plano de Deus que nos envolva levou Satanás se concentrar seus esforços em nossa direção? Talvez o seu centro em torno de motivos razões de Deus para criar o homem.

Apocalipse 12:9-17
9 E o grande dragão foi precipitado, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo: ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele.
10 E ouvi uma voz do céu, Agora é chegada a salvação, ea força, eo reino do nosso Deus, eo poder do seu Cristo: porque já o acusador de nossos irmãos é derrubado, que os acusa diante do nosso dia, Deus e de noite.
11 E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho e não amaram as suas vidas até à morte.
12Therefore alegrai-vos, ó céus, e vós que neles habitais. Ai dos que habitam a terra e do mar! porque o diabo desceu a vós com grande ira, sabendo que ele tem pouco tempo.
13 E quando o dragão viu que foi lançado na terra, perseguiu a mulher que dera à luz o filho varão.
14 E foram dadas à mulher duas asas de grande águia, para que voasse para o deserto, ao seu lugar, onde é sustentada por um tempo, e tempos, e metade de um tempo, fora da vista da serpente.
15 E a serpente lançou da sua boca água como um rio atrás da mulher, que ele poderia fazer com que ela seja levado do dilúvio.
16 E a terra ajudou a mulher, ea terra abriu a sua boca, e tragou o rio que o dragão lançara da sua boca.
17 E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus Cristo.

Talvez a raiva de Satanás com a Igreja tem algo a ver com o fato de que nós, iethe igreja, como um exército invasor, entraram no reino de um mundo que agora pertence a ele e, no poder de Cristo, plenamente a intenção de conquistar -lo. No momento, Satanás é o deus deste mundo, mas vai perder esta Poition com a vinda de Cristo.

2 Cor 4:04
4 Nos quais o deus deste mundo cegou os entendimentos dos que não crêem, para que a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus, deve brilhar para eles.

Apocalipse 11:15
15 E o sétimo anjo tocou a trombeta, e houve no céu grandes vozes, dizendo: Os reinos deste mundo se tornou os reinos de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos.

[3,14]

A razão para a criação do homem

O apóstolo Paulo disse: "Ou não sabeis que haveis de julgar os anjos (I Coríntios 6:3)?" Poderia ser que Satanás tem motivo para ter inveja de nós? É possível que Deus pretende substituir os anjos caídos com a gente? É por isso que fomos criados? É por isso que Satanás procura nossa destruição? Pense nisso, o que qualifica os cristãos a julgar os anjos, a menos que as tentações, provações, fracassos, dor, sofrimento e morte sofridas pelos santos aqui foi devido diretamente a sua rebelião e à consequente perda de um terço das hostes angelicais.

[3.15]

Pense sobre isso. Deus tem um propósito para cada coisa que ele cria. Ele tinha um propósito para ser realizado por cada um dos anjos do céu. Um terço dos anjos do céu abandonado que trabalham para seguir a Satanás e foram expulsos do céu. Eles foram lançados à terra para aguardar o seu julgamento final e, nesse meio tempo, seu trabalho tem sido deixado de lado. Eles agora sabem que nós, os filhos de Deus, estão sendo preparados e testados para preencher as posições que anteriormente detidas. A glória que já teve agora vai ser dado a todos os cristãos que perseverar até o fim.

Apocalipse 2:26-27
26 E aquele que vencer, e guardar minhas obras até o fim, eu lhe darei poder sobre as nações:
27 E ele as regerá com vara de ferro, como os vasos de oleiro e serão quebradas para arrepios: assim como eu recebi de meu Pai.

Apocalipse 21:24-26
24 E as nações dos que são salvos andarão à sua luz; e os reis da terra trarão sua glória e honra para ele.
25 E as portas do que não se fecharão de dia, porque ali não haverá mais noite ali.
26 E a ela trarão a glória ea honra das nações.

[3,16]

Deus poderia ter substituído estes anjos caídos com mais como eles, mas se tivesse, o mesmo problema poderia ter sido repetido. Deus odeia a rebelião, então ele decidiu criar um ser mais fraco do que fizeram os anjos por um tempo. Ele criou um ser que, embora mais fraco do que um anjo, seria julgado e tentados, como haviam sido. Um ser que, com a ajuda do Espírito Santo, subir acima de fraqueza para resistir à tentação do pecado. No homem, Deus criou um ser intimamente familiarizado com os resultados danosos do pecado. Das fileiras humano de Deus deve selecionar homens que, apesar dos prazeres do pecado, escolheria a justiça sobre o pecado, Deus sobre Satanás e da vida sobre a morte. Talvez seja por isso que Deus escolheu para sair da serpente e da árvore do conhecimento no jardim.

[3,17]

Um dia, Deus irá recolher todos aqueles que crêem em Cristo e ter triunfado sobre a tentação, ele vai vencer seus tentador e acusador, levantá-los acima dos anjos caídos e cumprir Seus propósitos através deles. Ter sofrido este julgamento, eles serão excepcionalmente qualificado para julgar cada um dos anjos substituído por eles.

1 Coríntios 6:2-3
2 Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? e se o mundo deve ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas?
3 Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?

[3,18]

Em cada geração, Deus tem sido capaz de extrair um número de almas fiéis a ele. Só ele sabe o número necessário para substituir o terceiro de sua nação celeste que se rebelaram, e quando esse número for atingido, a Terra será colhida. Para todos aqueles que falharam no teste e vai atender o seu fim, um novo começo surgirão para todos os que reinam vitorioso. Basta imaginar, nós, os perdoados, o sangue-comprados, filhos de Deus poderia um dia substituir os anjos !


<Capítulo anterior | índice | próximo capítulo>